0

SOU DA GERAÇÃO AMAR É...

Oi!! Tudo bem ?


Hoje trago uma história de amor aqui para o bloguinho. E quem já se entendia por gente nas décadas de 70, 80 e 90, vai pensar: ah, já conheço!! E é claro que conhece, porque estou falando de uma super moda dessa época e que  virou uma franquia de sucesso mundial. Olha só!!



Tudo começou ainda na década de 60, quando a ilustradora neozelandesa Kim Grove resolveu desenhar cartões apaixonados que dava para o seu namorado italiano Roberto Casali. Nesses cartões ela representava o casal de forma estilizada, quase infantil, sempre peladinhos, mas sem conotação sexual, e acrescentava o famoso Love Is... e o complemento da frase. O casalzinho não tinha nome, mas era obvio que representavam Kim e Roberto.


Rapidinho os desenhos conquistaram fãs, fazendo com que a primeirinha tirinha fosse publicada em 5 de janeiro de 1970, no Los Angeles Times, coincidindo com o lançamento do filme Love Story, onde a protagonista dizia a frase "Amar é jamais ter que pedir perdão". As tiras de Kim "estouraram" no mundo inteiro. Em pouco tempo, o casalzinho já rendia para a criadora e seu marido, vários milhões de libras com o licenciamento de álbuns de figurinhas, cards, camisetas, pôster e muitos outros produtos. Abaixo, a primeira tirinha publicada.

"Amar é... você se fazer de fantoche com uma corda!"
❤   ❤   ❤   ❤   ❤   ❤
"Amar é... ser a garota que te aquece!"


Infelizmente, a história de amor deles não teve um final feliz. Em 1975, Roberto Casali foi diagnosticado com câncer de próstata e Kim não desenhou mais Amar é..., passando o trabalho para o inglês Bill Asprey. Em março de 1976, Roberto morreu. Nessa época, eles já tinham dois filhos e queriam mais um. Com a doença, decidiram congelar o sêmen de Roberto e após sua morte, em 1976, Kim resolveu ter mais uma criança. Essa decisão rendeu muitos protestos das mídias e das entidades religiosas, que não concordavam com a inseminação artificial.  


Em 1997, Kim faleceu vítima de câncer de fígado e ossos. Stéfano Casali, filho do casal, deu continuidade ao trabalho da mãe, com as tirinhas desenhadas pelo ilustrador Bill Asprey


No Brasil, algumas editoras lançaram vários álbuns de figurinhas Amar é...

❤ ANO 1979 ❤
❤ ANO 1982 ❤
❤ ANO 1991 ❤
❤ ANO 1993 ❤
❤ ANO 1996 ❤
❤ ANO 2005 ❤
❤ ANO 2007 ❤
❤ ANO 2009 ❤
❤ ANO 2015 ❤

❤❤❤ MEU ÁLBUM AMAR É... Ano 2007 ❤❤❤

❤❤❤ Caixinha com 50 mini cartões ❤❤❤

❤❤❤ MINHAS FIGURINHAS AVULSAS AMAR É... ❤❤❤
❤❤❤ Tão antiguinhas!!! ❤❤❤
❤❤❤ Amar é... guardar lembranças ❤❤❤
❤❤❤ Amar é... compartilhar seus tesouros ❤❤❤
❤❤❤ Amar é... sempre perdoar ❤❤❤
 ❤❤❤ Amar é... esquecer do mundo em seus braços ❤❤❤
 ❤❤❤ Amar é... colar um no outro ❤❤❤


Espero que essa postagem tenha te trazido boas recordações!! ❤ 

Se quiser seguir o Instagram da Dona Vovó é só clicar Aqui!!

Abraço fraterno.

0 comentários:

Postar um comentário